#306 – 02 de Novembro

Nove vírgula oitenta e dois segundos. Apoiou as mãos nos joelhos, arfando pesadamente. O suor pingava no chão seco da pista de cem metros.

Não quebrou o recorde. Não importava quanto corresse, não conseguia deixar os fantasmas para trás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s