#02.028 – 04 de Março

Escamas e asas refletiam a luzerna alaranjada. Sacou seu machado e prostrou-se frente à porta. Uma trombeta antecipou a bola de fogo seguinte que tomou-lhe a morada. O som da catástrofe seguiu o rugido reptiliano.

Defenderia aqueles dragões dos caçadores à qualquer custo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s