#02.049 – 25 de Mar

Arou a terra e plantou as mesmas sementes do vizinho. Dedicou toda sua alma e amor aquela plantação. Regava todos os dias, mas nada nunca cresceu ali. O vizinho colhia frequentemente.

Só entendeu anos depois, quando desistiu de cultivar. Dos dois, era o único que não tinha adubo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s