#02.059 – 04 de Abril

Tudo que ele tinha era um pedaço de papel borrado. Não conseguia se lembrar de mais nada sobre ela. O nome há muito estava apagado, mas o “eu te amo” continuava escrito em tinta permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s