#02.065 – 10 de Abril

Quando se sentou, vertia raiva na mesma proporção que a longa mesa de mogno estava posta. Pratos iam de uma ponta à outra. Ajeitou o guardanapo sobre o colo, sacou garfo e faca e devorou tudo vorazmente.

Era assim todos os dias, quando comia seus sentimentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s