#02.074 – 19 de Abril

Três segundos para que o escuro tomasse forma. Dois para que voltasse a ouvir a voz dela. Um para que o cheiro doce invadisse suas narinas.

Renasceu pela quinta vez naquela semana. A enfermeira segurava sua mão com doçura. A médica tomava notas.

– De novo. – A mulher ordenou.

E tudo voltou a ficar escuro antes que ele pudesse perguntar o nome dela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s