#02.075 – 20 de Abril

Todas as noites ia pra janela vê-la. Era a luz da sua existência. Tinha esperança que um dia ela o notasse. De longe, só o que podia fazer era admira-lá. No fundo, tinha certeza de que não era o único encantado e apaixonado por sua beleza.

Seu nome era Lua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s