Microcontos

#327 – 23 de Novembro

A missão havia terminado. Dormia com a espada embaixo do travesseiro e as cicatrizes abertas.

Anúncios

#308 – 04 de Novembro

Levou as frutas para o caixa e deu de cara com ele, após tanto tempo. Será que ele finalmente amadurecera? Deu um sorriso amarelado, que ele não retribuiu.
Colocou o cacho de bananas na esteira enquanto ele deslizava para fora.
As bananas estavam verdes. Ele também.

#306 – 02 de Novembro

Nove vírgula oitenta e dois segundos. Apoiou as mãos nos joelhos, arfando pesadamente. O suor pingava no chão seco da pista de cem metros.
Não quebrou o recorde. Não importava quanto corresse, não conseguia deixar os fantasmas para trás.